Democratas e a Construção do Futuro

Prezada amiga,

Prezado amigo,


Acabo de comemorar mais um aniversário e, ao refletir sobre a data, não pude deixar de pensar que o destino tem me permitido cumprir, na Presidência do nosso Partido, a vocação de democrata que recebi por formação dos meus pais e avós e consolidei pelas convicções pessoais. Minha consciência sobre o valor fundamental da democracia aumenta todo dia.


 Ao trocar de idade, a gente sempre lembra com saudade do período que era mais jovem. E pensa, igualmente, que nossa responsabilidade em relação aos mais moços é crescente. No caso brasileiro este sentimento é ampliado por um fato grave: quem mais sofre com a falta de vagas no mercado de trabalho neste período de crise é o jovem.


Até quando vamos continuar vendo nossos jovens indo embora para países de mais oportunidades? Não está na hora de construir aqui, no nosso país e com os recursos que temos, as oportunidades que eles tanto precisam? Acredito que sim. Temos de apostar nas nossas micro, pequenas e médias empresas para ampliar as vagas e assimilar nossos rapazes e moças.


Está é, aliás, uma das sugestões do livro “Democratas e a Construção do Futuro”, que a Fundação Liberdade e Cidadania, órgão de ação partidário do Partido, presidida pelo deputado José Carlos Aleluia (BA), lançará nos próximos dias. Além da análise completa sobre a realidade, o trabalho reúne as sugestões do Democratas para enfrentar a tormenta. Nossas propostas chegam em boa hora. Afinal, em meio à crise, só avança quem tem coragem, ousadia e iniciativa. É isso, um forte abraço,

 

 

Caiado articula criação de mais 230 varas federais no País

O plenário da Câmara aprovou nesta terça-feira (16) o projeto de lei 5829/05, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que cria 230 varas federais em todo o País. Ao todo 460 novos juízes e 4,6 mil servidores que serão selecionados por concurso público. A intenção é interiorizar a Justiça Federal. O líder do Democratas, deputado Ronaldo Caiado (GO), um dos que articularam a aprovação da matéria, criticou apenas o fato das vagas não serem abertas de imediato, mas a conta-gotas, começando em 2010 e terminando em 2014. "O judiciário brasileiro precisa ser desafogado. Por isso, a oposição foi a favor da matéria", disse Caiado. A matéria agora será apreciada pelo Senado.

 

 

MP e PF devem participar de investigação do Senado

O senador Demóstenes Torres (GO) defendeu que o Ministério Público e a Polícia Federal participem das investigações dos escândalos envolvendo o Senado Federal. Segundo o senador, no momento em que a Casa está sendo exonerada pela opinião pública, é imprescindível que seus representantes sejam implacáveis na apuração e punição dos culpados. “O Senado passa por uma crise estarrecedora. Crise moral, de costumes e de decadência de valores que não pode ficar acobertada. O Ministério Público e a Polícia Federal têm que ser chamados para essa investigação. Se há responsáveis, eles têm que ser punidos”, ressaltou Demóstenes. O democrata pediu ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-MA), que tome as providências necessárias para recuperar a imagem do órgão perante a opinião pública.

 

 

Papel poder ser incluso na política de resíduos, afirma Khoury

O setor de papel e celulose poderá ser incluso entre os segmentos empresariais obrigados a recolher seus produtos depois do uso pelo consumidor. A ideia está sendo analisada pelo deputado federal Jorge Khoury (BA) como contribuição ao relatório sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que deverá ser votada em julho na Câmara Federal. "O setor de celulose e papel poderia entrar", disse o deputado referindo-se aos quatro produtos que terão recolhimento obrigatório citados no relatório do deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP), coordenador do Grupo de Trabalho que analisou o tema. Khoury é um dos representantes do DEM no Grupo de Trabalho e da da ala ambientalista do partido. Khoury, o deputado Luiz Carreira (BA) e o presidente do Democratas, deputado Rodrigo Maia (RJ), participaram na última quarta-feira, 17, de café da manhã promovido pela Frente Parlamentar Ambientalista para discutir o relatório sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos.
      
     

 

Serviço militar pode deixar de ser obrigatório

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou ontem a Proposta de Emenda à Constituição 162/07, que torna facultativa aos homens a prestação do serviço militar. A proposta de autoria do deputado Silvinho Peccioli (DEM-SP) altera o artigo 143 da Constituição, que prevê o serviço militar obrigatório. Relator da matéria, o deputado Efraim Filho (PB) acredita que é inconstitucional manter o serviço militar obrigatório somente para homens, já que a Constituição Federal prevê a não-discriminação por sexo. "É um tema polêmico, conflitante, que acaba ultrapassando as fronteiras da mera legalidade para também se discutir a cidadania e o mérito da matéria, já que o serviço militar é um patrimônio do País." Para Efraim as Forças Armadas não sofrerão se a proposta for aprovada pelo Congresso Nacional. O deputado acredita que não vai faltar quem se aliste, e que as Forças Armadas vão ganhar pessoas mais qualificadas. A matéria deverá ser analisada agora por comissão especial e, depois, pelo plenário.
      
     

 

Bornhausen: Destaque destina R$ 9 milhões para Porto de Itajaí

Um destaque de autoria do deputado federal Paulo Bornhausen (SC), aprovado pelo Congresso, garantiu R$ 9 milhões a mais para as obras de dragagem do Porto de Itajaí. Os congressistas examinavam crédito extraordinário no valor de R$ 492 milhões para os portos brasileiros atingidos pelas chuvas e, deste total, R$ 3 milhões estavam destinados à cidade. Com o destaque do deputado aprovado, Itajaí receberá no total R$ 12 milhões. Segundo Bornhausen, “é uma bela vitória do espírito de luta do prefeito de Itajaí, Jandir Bellini, e do superintendente do Porto, Antônio Ayres, que tem buscado apoio para recuperação do Porto e da cidade". Bornhausen salientou ainda que “terminar a dragagem do Porto de Itajaí é questão de vida ou morte para o porto e para o município”.

 

DEM e PSDB selam união na Bahia visando eleições de 2010

O DEM e o PSDB selaram na última segunda-feira, 15, em Salvador, a aliança visando disputar eleições de 2010 na Bahia. Os dois partidos terão o mesmo candidato ao governo no Estado. O nome, no entanto, ainda está em aberto, bem como as duas vagas ao Senado. O senador César Borges, presidente do PR, compareceu ao evento, além de lideranças de outros partidos, como PPS, PTN e PRTB. O deputado ACM Neto, um dos principais articuladores da frente oposicionista, disse que o encontro fortalece a oposição, que vai buscar novos parceiros, a exemplo do PMDB. “Estamos caminhando bem e fizemos uma aliança representativa, com partidos que possuem força nacional e regional. As conversas com o PR estão bem adiantadas, e um exemplo disso é a presença do senador César Borges aqui no encontro”, disse Neto. 

Saiba mais

 

Leitura Dinâmica

Adotar, um ato de amor - Solange Amaral, O Dia Online

A crise não pegou? - Cesar Maia, Folha de S. Paulo

Empregos, no lugar de palavras - Rodrigo Maia, Diário de Petrópolis

A linha branca e o sinal vermelho para impostos - Guilherme Campos

« Voltar para o índice

Para retirar seu e-mail da lista clique aqui.

Você recebeu este e-mail porque foi registrado em http://www.democratasinforma.org.br para receber o boletim informativo do DEMOCRATAS.
Se esta newsletter for bloqueada, adicione contato@democratasinforma.org.br aos seus contatos. Vejas as edições anteriores.
Envie este boletim para um amigo. Filie-se ao partido.

© 2008-2017, DEMOCRATAS. Todos os direitos reservados.
#