Democratas não aceitam mentiras do governo

Prezada amiga,

Prezado amigo,

É com muita alegria que estou enviando a você o primeiro boletim de notícias de 2010, ano de eleições gerais no Brasil. Tudo indica que a disputa será dura porque nosso maior adversário vem agindo de forma desonesta e totalmente desleal.

Este comportamento abusivo ficou evidente com o texto do Ministério do Desenvolvimento Social para recadastramento do programa bolsa-família distribuído às prefeituras. O texto dá a entender que a partir de 2011 o programa não estará mais garantido.

A afirmação é uma mentira absurda e seu objetivo é ameaçar, aterrorizar e chantagear o eleitor para impedir que ele escolha livremente seus candidatos. Isto não está certo. Nosso compromisso é ampliar e fortalecer o programa bolsa-familia de forma a manter a segurança de renda das famílias mais necessitadas.

Temos de ser suficientemente firmes para rebater estas e outras inverdades. Ao mesmo tempo, vamos seguir combatendo a campanha eleitoral antecipada e ilegal da candidata do governo.

É isso, vamos em frente, um forte abraço e até a próxima semana,

 

Agripino cobra votação de veto de Lula que liberou obras irregulares

Na primeira semana dos trabalhos legislativos de 2010, o líder do DEM no Senado, José Agripino reiterou a obstrução da oposição à pauta de votações do Senado até que o veto do presidente Lula a quatro obras da Petrobras, da lista de obras com indícios de irregularidades graves indicadas pelo Tribunal de Contas da União, seja votado pelo Congresso. Segundo o líder, além de desrespeitar o Congresso Nacional, Lula feriu o princípio da ética entre os Poderes."Não votamos nada até que esse veto seja revisto. O Executivo tem que respeitar o Legislativo e o Judiciário. Se o TCU disse que as obras estão superfaturas, tem que haver discussão e respeito pela indicação do Tribunal", afirmou Agripino. "Estamos em obstrução até que a ética seja respeitada. Até que se encontre entendimento sobre o assunto, não se vota nada", acrescentou.

 

Paulo Bornhausen assume liderança do DEM na Câmara

O deputado Paulo Bornhausen (SC) assumiu a Liderança do Democratas na Câmara na reunião de bancada realizada nesta terça-feira (2). Durante a sessão, em que o deputado Ronaldo Caiado (GO) passou o comando da liderança, o catarinense agradeceu aos deputados Betinho Rosado (RN) e Aberlardo Lupion (PR) que retiraram os respectivos nomes da disputa antes do início da votação. A iniciativa foi vista pelo novo líder como fundamental para a união do Partido. "A liderança é nossa! Do pensamento plural de todos os nossos do Democratas", disse. O novo líder defendeu o debate sobre o fortalecimento do Tribunal de Contas da União que vem sofrendo constantes ataques e a criação de uma agenda positiva no Congresso Nacional.

 

Major Fábio: O Brasil vai parar se não votarmos a PEC 300

O deputado Major Fábio (PB) condenou a proposta do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), de sugerir à Casa que deixe de lado a PEC 300/08 (que equipara os salários de PMs e bombeiros de todo país aos do Distrito Federal) e analise em seu lugar a PEC 446/09, que cria o piso salarial para os servidores policiais e remete a definição do novo valor a uma lei federal, a ser enviada pelo Executivo ao Congresso no prazo máximo de um ano. O problema, segundo o Major, é que a 446 cria um piso salarial nacional para PMs e bombeiros, mas não estabelece um valor, deixando a tarefa para o salarial, não iguala os vencimentos. "Nesse ponto a PEC 300 é mais eficiente e garante maior segurança às categorias", assinalou. A base do governo alega que a PEC 300 pode ser considerada inconstitucional porque o Poder Legislativo não pode criar despesas para o Executivo. "Isso é sinal que esse governo não tem interesse em resolver uma das principais questões do país: segurança pública. Esse não é mais um caso de Brasília ou São Paulo. A violência está em todas as cidades", concluiu.

 

Leitura Dinâmica

A base da confiança é a verdade - Rodrigo Maia, Folha de S. Paulo

2009: a conta ainda não foi paga - ACM Junior, O Globo

« Voltar para o índice

Para retirar seu e-mail da lista clique aqui.

Você recebeu este e-mail porque foi registrado em http://www.democratasinforma.org.br para receber o boletim informativo do DEMOCRATAS.
Se esta newsletter for bloqueada, adicione contato@democratasinforma.org.br aos seus contatos. Vejas as edições anteriores.
Envie este boletim para um amigo. Filie-se ao partido.

© 2008-2017, DEMOCRATAS. Todos os direitos reservados.
#