Belo Monte: "Todos vamos pagar a conta"

Prezada filiada,

Prezado filiado,

Quem acompanhou o noticiário da semana com atenção e interesse sabe que o vice-presidente do Democratas, deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), ex-presidente da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e um dos maiores especialistas em energia do país, foi o primeiro a dizer que o governo errou ao decidir fazer, de afogadilho, a licitação da Usina de Belo Monte.

Um erro de custo elevado. Segundo cálculos feitos até aqui, a usina custará mais de R$ 30 bilhões, dinheiro que sairá do suado bolso do povo brasileiro. E por que vamos ter de gastar? Por varias razões que incluem incompentência e falta de visão, mas que podem ser resumidas da seguinte forma: o governo Lula não consegue vencer o viés atrasado e estatizante, tanto que resolveu criar, às nossas custas, mais uma conta gigantesca e impagável. A dívida é tão volumosa que vai sobrar para as próximas gerações.

A Chesf (Companhia Hidroelétrica do São Francisco), subsidiária da Eletrobras, detém, individualmente, a maior fatia do consórcio (quase 50%); o BNDES financiará 80% da obra e haverá incentivos fiscais para a usina. Os fundos de pensão e a Eletronorte também devem entrar no negócio, mas o capital privado foi definitivamente afastado do empreendimento.

Para você entender melhor: "no futuro, o prejuízo será abatido na conta da Chesf e quem vai pagar é o contribuinte, que é o dono da empresa", como explicou ao país o deputado Aleluia, de forma simples e descomplicada. Infelizmente, é isso o que temos a dizer.

Um grande abraço a todos e até a próxima semana.

 

« Voltar para o índice

Para retirar seu e-mail da lista clique aqui.

Você recebeu este e-mail porque foi registrado em http://www.democratasinforma.org.br para receber o boletim informativo do DEMOCRATAS.
Se esta newsletter for bloqueada, adicione contato@democratasinforma.org.br aos seus contatos. Vejas as edições anteriores.
Envie este boletim para um amigo. Filie-se ao partido.

© 2008-2017, DEMOCRATAS. Todos os direitos reservados.
#